INSTAGRAM: TAG DE NOME


CAPA

O instagram acabou de lança um novo recurso TAG DE NOME que me deixou muito curiosa para saber sua funcionalidade!

A função TAG DE NOME é como se fosse um QR CODE, com leitor e criador de código, achei muito interessante para divulgação e crescimento do instagram, com divulgação dentro e fora do mundo digital, podendo usar a parte impressa para divulgação de seu IG!

O leitor funciona muito rápido, basta aproximar do Card TAG DE NOME que rapidamente a leitura já é feita, vou monstra a seguir para vocês como criar a sua, como compartilhar e como fazer a leitura de uma quando ver uma por aí.
**O tutorial foi feito com base no sistema android, se possui outro os ícones poderão ser diferentes.

01.png

 

• COMO LOCALIZAR:
Para localizar a função basta ir em seu perfil do lado de um ícone de relógio terá vários traços é só clicar.

02.png

Abrindo essa aba logo de cara verá a nova função:

03.png

Achei muito simples sua localização, e de fácil acesso para o usuário achar com rapidez!

 

• APRESENTAÇÃO INICIAL:
Ao entrar na função, irá aparecer um modo muito simples que dá alguma ajuda de como usar, mas na real eu nem li, só vi que era uma apresentação quando resolvi fazer o post. (Risos)

 

• CONFIGURANDO SEU CÓDIGO – TAG DE NOME.
Para configurar é muito simples, existe 3 modos: o modo Emoji que é o que tem como padrão, o modo Selfie e o modo Cor. É muito simples configurar qualquer um deles, é só dar uns cliques até achar o ideal para você.

  • Modo Emoji
  • Modo Selfie
  • Modo cor!

14.png

 

• COMO USAR A TAG:

 • Scanner:

É muito simples bastar clicar em Ler uma TAG DE NOME que fica na parte inferior de qualquer modo para abrir o scanner, posicionar na Tag de um amigo ou de alguma empresa e pronto!

  • Buscando da Galeria:

Se você recebeu uma TAG DE NOME é muito mais simples ainda é só clicar no ícone que vai para sua galeria, localizar a imagem da Tag de seu amigo e abrir, automaticamente mostrará o cartão do Ig para seguir ou visitar.

18.png *** Aba de pesquisa – Barra de Busca ***

Você também encontrará um atalho do scanner e de busca na galeria na aba de pesquisar, do lado da barra de busca você encontrará o ícone do Tag de nome, ficando muito mais fácil escanear ou buscar os cards da Tag de nome.

Screenshot_20181009-125508  Barra de busca

 

• COMO COMPARTILHAR:

16 - Copia.png

Clicando nesse ícone de compartilhar, irá mostrar todos os aplicativos para compartilhamento de seu novo TAG DE NOME.

17

Pronto sua Tag de nome é compartilhada com sucesso após escolher seu aplicativo!

  • Como Salvar:

Para salvar eu aconselho enviar para o stories ou qualquer outro fácil de salvar a imagem, pode ser até print da tela e salvar no celular, não encontrei no android a opção de salvar a imagem, talvez no IOS tenha, mas dessa maneira dá para salvar também!

 

• O QUE EU ACHEI E COMO EU ACONSELHO O USO:
Eu achei muito legal essa função, dá para ser usadas de diversas formas, basta deixar a criatividade aflorar, é um modo simples e rápido de seguir alguém e de divulgar seu ig do instagram, basta só compartilhar uma imagem e quem quiser scannear, sem o trabalho de procurar saber o @, digitar aquele nome todo (No caso de quem tem nome enorme no ig) e tentar achar pela fotinha. É bem funcional essa função na minha opinião!

  • Onde usar:

1 – Impressos:
Eu como uma boa designer e “marketeira” logo imaginei impresso em um cartão de visitas, essa é uma boa opção para levar a sua marca e divulgar seu instagram.

2 – Redes sociais:
É muito bom ampliar a divulgação para outras redes sociais, ainda mais quando não é necessário o uso de link, as redes sociais hoje em dia, principalmente o facebook reduz o alcance de suas publicações quando tem algum link externo, sem os links eles ampliará bastante o alcance!

3 – Vídeos:
Sei que é muito difícil alguma pessoa parar o vídeo para essas coisas, mas estamos na era dos stories, status, snaps, youtube, vimeo depende de qual aplicativo vocês usam, quem sabe se alguém não pare, para printar a tela, é uma opção também.

4- Compartilhando a Tag de um amigo:
É muito bom ajudar os amigos a crescerem suas redes sociais também e burlar o alcance reduzido das redes sociais, adote essa campanha compartilhe a tag de um amigo, assim ajudará ele crescer e divulgar a marca dele!

Agora é simples e fácil compartilhar seu instagram nas outras redes sociais com a função TAG DE NOME! Me contem nos cometários se gostaram e se já conhecia essa função?

 

Me seguem também nas redes sociais do blog sempre posto por lá!
Facebook  •  Instagram  •  Twitter • Pinterest • Youtube • G+

Anúncios

Uma entrevista sobre: Cabelo colorido!


Autor da Foto: George Bohunicky StockSnap

Fiz uma mini entrevista com uma amiga que amaaaaa trocar a cor do cabelo igual troca de roupa, haha

Nada melhor do que aprender sobre a experiência de quem já coloriu diversas vezes, né? Na entrevista ela responde as principais curiosidades de quem quer começar com um visual super ousado, diferente e colorido. “Lembrando sempre, essa é uma experiência dela, caso queira fazer também, procure um profissional da área de beleza. Para fazer esses procedimentos não aconselho fazer em casa sozinhos, a menos que seja muito corajosos e saiba o quanto seu cabelo aguenta, ou então estará colocando seus fios em risco.

• Entrevista Thamires Lopes, sobre cabelo colorido e seus procedimentos, tratamentos e ajuste de cores.

1. Quais produtos usar?
Depende do tipo de fio e até onde quer clarear o cabelo, normalmente uso da marca Haskell, o pó azul e a água de 40vl, mas meu cabelo é bem forte.

2. Como é o procedimento para coloração? De cada cor!
O procedimento também depende da cor e com o que a pessoa quer colorir o cabelo, pode ser com tonalizantes, remédios ou anilina de madeira.
O tonalizante você pode passar direto no cabelo descolorido, ou diluir em creme branco, mas só no branco, porque o colorido faz não pegar a cor no cabelo, a coloração meio que anula a cor.
O remédio que seria azul de metileno ou vileta genciana também tem que diluir em creme branco, mas o azul se colocado pouco ele fica verde, mesmo não aparecendo no creme.
A anilina é a mesma coisa do creme, mas antes tem que diluir em álcool ou água quente, dizem que álcool não danifica muito o cabelo, mas ainda prefiro com a água.

3. Após, como é o tratamento para não ressecar os fios?
O tratamento é um bom creme de reconstrução, porque no caso, ele vai tirar mais a estrutura do fio com a descoloração, então teria que repor a massa. Além do creme também uso queratina líquida mas tem que ter cuidado para não usar mais que o cabelo precisa, que também danifica. Duas coisas bem loucas são gelatina e vinagre de maçã, a gelatina é só diluir em um ou meio copo de água e passar no cabelo, como se fosse um creme, e o vinagre, é 100ml para cada 200ml de água, ele se tira na hora, mas é de preferência da pessoa deixar mais tempo. No meu caso, perco os cachos pois vou descolorindo onde já está descolorido (não façam), eu passo ele e volta na hora, então acho a melhor coisa, melhor mesmo que os cremes.

4. Gasta muito com produtos?
Depende do produto e das quantidades, tem produtos mais baratos, se for comprar creme reconstrutor, se vai pintar com anilina ou tinta, mas as coisas são meio carinhas sim, principalmente para pintar e recuperar.

5. Quantas vezes coloriu e de quais cores?
Já tinha tonalizado de vinho, mas é mais “normal”, platinei, roxo, azul, verde, vermelhão e laranjinha.

6. Como fez para sair de uma cor para outra?
Para mudar a cor tem duas maneiras (ou mais), você pode deixar sair tudo e depois mudar, ou ir como se fosse um “arco íris”, eu esqueci o nome da rodela (Circulo Cromático?), mas é como se fosse uma escala de cores, e você vai na ordem, elas vão desbotando para outras, ou pode fazer um Soap Cap, é o que uso, é uma medida de pó descolorante para 2 de shampoo, mas só é bom usar quando o cabelo está quase perfeito.

7. Qual procedimento para retocar a cor e de quantos em quantos meses ou dias/semanas?
Tem pessoas que gostam de esperar sair tudo, mas sou bem chata, retoco de 15 em 15 dias ou toda semana, é o mesmo que pintar, mas aproveito para hidratar e nutrir também.

Mudar de visual é sempre bom, mas nada muito além do que seu cabelo possa suportar, revise primeiro seus fios e verifique se ele aguenta descolorir para a cor desejada, caso contrário, faça um cronograma capilar com base em Hidratação, Reconstrução e Nutrição, para então saber se é possível descolorir. De preferência procure um profissional da área. ♥ E ai, qual cor você gostaria de pintar seu cabelo? Me conta nos comentários!

Me seguem também nas redes sociais do blog sempre posto por lá!
Facebook  •  Instagram  •  Twitter • Pinterest • YoutubeG+

Projeto Diário Viajante


DV01

O projeto Diário Viajante inicialmente foi criado pela Carla Vieira inspirado no filme “Quatro amigas e um Jeans viajante”com a autorização da Carla a Ana Paula do Blog Entre Amigas refez o projeto, que tem como princípio reunir blogueiras e youtubers do Brasil formando assim novas amizades, nesse projeto são 9 participantes de 5 Estados diferentes, elas terão como missão preencher algumas páginas do Diário contando sobre sua história com o blog/canal, metas e sonhos e mostrando um pouquinho sobre sua cidade.

logo-diário-viajante

O Diário já está viajando desde o dia 10 de novembro de 2016, Eu entrei depois em Dezembro, o diário já estava rodando aqui pelo Rio e logo chegou a minha vez. Agora o projeto já está chegando em seu final, logo logo voltará para casa da Ana Paula, mas já estamos planejando continuidade! Em um outro post vou contar mais como foi a passagem dele aqui comigo!

Abaixo estão as outras participantes do projeto, aproveitem para visitar cada uma e saber mais desse diário que está rodando alguns Estados do Brasil, colendo histórias maravilhosas!

Ana Paula • Entre Amigas | Louise • Louise Fernanda | Ingrid • Ingrid Logatto | Mayara • Desencana | Karen • Bellas Divas | Karine • Publika Blog | Malka • Malka Lima | Ive • Blush Viajante 

Me seguem também nas redes sociais do blog sempre posto por lá!
Facebook  •  Instagram  •  Twitter • PinterestG+

Porque Sumi?


Autor: Alessio Lin

É, realmente percebi que estava sumida por muito tempo e resolvi antes escrever esse post sobre o porque do meu sumiço para depois voltar a postar, não queria voltar do nada a soltar post sem ter me justificado de tanto tempo sem postar nada!

Teve uns tempos, especificamente ano passado 2016 é 2016, passei por coisas que nunca tinha acontecido em minha vida que mexeu comigo, uma delas foi um assalto, meu emocional nesse momento foi no chão, para mim nada mais fazia sentido, não queria continuar nada, porque para mim aquilo nunca iria acontecer comigo, eu e meu marido passamos por outros momentos também consideravelmente ruins, que isso só foi me chateando e me desanimando, não tinha mais inspirações para mover o blog, não tinha paciência; mas continuava todos os dias acessando, respondendo os comentários carinhosos de vocês e isso ia cada dia me motivando a não desistir! O ano de 2017 começou bom, fizemos uma viagem para outro Estado (Link aqui) fiquei muito feliz por isso, fizemos um passeio para o Rio Water Planet  (Motivo para outro post), mas ainda faltava alguma coisa para me motivar a voltar,  hoje depois de quase 3 meses sem postar resolvi me justificar e voltar de uma vez! O tempo estava curto no finalzinho do ano passado e no início desse ano, foram muitas coisas para fazer da nossa empresa  Next Art & Design muitas fotos para editar, muitas artes para criar, Graças a Deus! E nesse percurso de desânimos e momentos chateados, Deus esteve o tempo todo nos orientando para que não jogasse tudo para o ar e eu precisava de um tempo para mim, um tempo para colocar a minha cabeça em ordem, colocar as ideias no lugar e depois disso voltar! Bom esse foi meu desabafo, mas agora voltei e voltei de vez, prometo não ficar meses sem postar, já tenho alguns posts prontos vou liberando aos poucos, ainda estou atolada de coisas da empresa para fazer, mas sempre vou tentar tirar um tempinho para postar!

Estou planejando muitas coisas para o blog, projetos e outros, faço um outro post sobre isso mais para frente!

Me seguem também nas redes sociais do blog sempre posto por lá!
Facebook  •  Instagram  •  Twitter • PinterestG+

Diário de Viagem: Felixlândia/MG


mapa-viagem-para-minas-gerais

Finalmente fizemos uma viagem longa de carro, saindo do estado, partimos do Rio de Janeiro até Felixlândia – Minas Gerais, bem interiorzão, foi a minha primeira viagem saindo do meu Estado de origem, fomos em missão a uma festa de casamento de um amigo de meus pais. Abastecemos o tanque todo do carro de gasolina no dia anterior e pegamos a estrada de manhã do dia 13/01, fomos eu, meu marido, minha mãe, minha irmã e meu Pai II, umas 6h já estávamos com o pé na estrada, o primeiro percurso ficou por minha conta, fui dirigindo da casa de minha mãe até antes da entrada de Guapimirim/RJ, porque não queria pegar a Serra e também eu era a única que entendia o percurso pelo GPS!

mapa-trajeto-felixlandia-mg01

No início foi meio difícil fazer o GPS traçar a rota que queria, estava me dando um percurso e eu queria outro que ele não queria fazer de jeito maneira, eu queria entrar por Guapimirim, antes tinha feito a rota pelo computador estudado o trajeto e enviado para o app do celular, mudar ficou difícil e ele não quis recalcular, então tive que fazer na marra pela rodovia que estava vendo no mapa que dava na rota novamente, fiquei com um pouco de medo, mas fomos mesmo assim, no fim consegui ligar a rota novamente, eeeeeh \o/

Passamos pela Serra de Teresópolis/RJ, linda como sempre, não conseguimos parar na ida para tirar fotos, por conta do mal tempo, estava tudo fechado por neblina. Em uma outra Serra  não tinha lugar para parar, cheia de flores hortênsias por todo o caminho, lindo de mais, mas também estava fechada por neblina até a estrada.

Paramos em alguns postos de combustível durante o percurso para esticar as pernas e também ir ao banheiro, teve alguns que abastecemos, nos de GNV, para falar a verdade foram 3X, porque não tem na estrada GNV, é lamentável! Muitos postos tinham banheiros super limpos, fiquei até impressionada! Alguns tinham lojinhas de itens de decoração e viagem, mas nenhum com lembrança de Minas Gerais, ou algo do tipo!

Achei a estrada muito linda, Rio de Janeiro também tem estrada cheias de montanhas, mas Minas as montanhas são diferentes, rs! Até vi um Tucano na mata de frente a estrada. Pegamos muita chuva no nosso trajeto, chuva na estrada do Rio e chuva na estrada de Minas. Muito engraçado, passamos por um trecho que o nome deveria ser estrada do Ferrugem, porque tudo é da cor de barro, tudo mesmo até as casas, divisas da rua, placas e tals. (Acho que é antes de chegar a cidade de Mariana).

Chegamos depois da longa viagem, fizemos umas 10h contando com as paradas, não pegamos trânsito na ida! Não conseguimos fazer nada, estávamos todos cansados, almoçamos, nos alojamos em um chalé que ficava no sítio mesmo do casamento, muito bonitinho o chalezinho, então em resumo dormimos o dia que chegamos quase todo!

No dia seguinte passeamos pela cidade logo de manhã, para ir na feirinha, em busca de comida típica como: Queijo Minas, Pão de Queijo, Mel, Queijo Trança e alguns artesanatos para guardar de lembrança da viagem, mas foi uma decepção não tinha, rodamos o centro da cidade todo, que também não era grande, fomos em todas as lojas possíveis e não tinha. Comprei uma lembrança que achei muito bonita, mas não era da cidade, mas vou decorar ela para ficar como se fosse! (Depois posto para vocês como ela ficou, lá no instagram do blog), Comi um pão de queijo que não estava fresco, mas valeu a experiência :/, demos uma volta tiramos fotos da igrejinha da cidade e só, não tinha muita coisa lá!
Pássaros de várias especieis voando livremente pela cidade, papagaio, periquito e vários outros, o casal de papagaio estava até se beijando em cima de uma casa, in love, muito lindo ver os animais felizes soltos.

Já ia me esquecendo eles têm uma fruta típica chamada pequi, muito estranha, com cheiro estranho, não consegui provar não, fiquei com medo, ainda mais que disseram que contém um espinho dentro que pode machucar a boca O_o’ e o mais engraçado é que você não come a polpa que parece um abacate, come o caroço, me corrigem se eu tiver enganada, mas foi o que me disseram lá, rs. Clique aqui para saber mais desse fruto interessante.

A volta para casa no sábado dia 15/01, também paráramos para abastecer, mas foram poucas vezes, fomos ao banheiro, esse banheiro da volta era imundo e a frentista não quis dar a chave do feminino! O trajeto foi tranquilo nas estradas de Minas, também pegamos chuva na estrada. Quando chegamos no Rio queríamos descer pela Serra novamente e o GPS deu ruim, traçou a rota que a gente não queria e eu não tinha me planejado para a rota da volta! Passamos por dentro da cidade de Petrópolis/RJ, e o percurso foi muito mais longo do que o da ida, longo e cansativo, ainda pegamos um pedaço da Serra de Teresópolis à noite e com engarrafamento na descida, fiquei muito triste, mas chegamos em casa bem, cansados, mas bem 😀

Resumo:

Ida:
• Postos de Combustível:
Total 4 Paradas:  4 para esticar as pernas e ir ao banheiro, 3 para abastecer GNV!
• Banheiros:
Os 4 que fomos muito bem conservados e limpos!
• Comida:
Na estrada: Rosquinha artesanal de polvilho – Na cidade: Mel na feira, biscoitos no mercadinho.
• Compras:
Na estrada: 1 Chapa de pedra sabão – Na cidade: 1 item de decoração para lembrança.
• Pedágios:
7 (2 no Rio tarifa R$12,90 e 5 em Minas tarifa R$4,80)

Volta:
• Postos de Combustível:
Total 3 Paradas: 3 para esticar as pernas, ir ao banheiro e abastecer.
2 GNV e 1 Gasolina que por sinal estava mais barato do que do Rio de Janeiro
• Banheiros:
1 muito fedorento e sujo! 2 muito bem conservado.
• Parada mirante:
1 em Teresópolis/RJ
• Comida:
Na estrada: Biscoito de polvilho
• Pedágios:
8 (5 em Minas tarifa R$4,80 e 3 no Rio tarifa R$12,90)

Dicas:
Não confiem 100% na rota que o GPS traça, ele vai te dar caminhos mais rápidos para ele, faça como eu fiz na ida, ver no Maps alguma rodovia que liga a seu trajeto, traça sua rota por aquela rodovia, deem preferencias as rodovias e não a estradas de cidades, aonde pega semáforos e estradas desconhecidas. Sempre, mas sempre procurem pedir informações na rua, para moradores de lá! Uma observação importante, na estrada de Minas tem muitos radares e fiscalizações eletrônicas e de baixa velocidade principalmente nas zonas urbanas e em algumas tem muitos quebra-molas, fiquem atentos o tempo todo.

Esse foi um post muito diferente no blog, um post que sempre quis fazer, pois amo viagens, amo viajar e histórias de viagens! Nunca tive essa oportunidade de fazer uma viagem do tipo, fiquei muito feliz, o primeiro diário de viagem do blog, não foi conforme minhas expectativas queria que tivesse mais fotos, e mais lugares bonitos, mas dessa vez não deu. Eu e meu marido amamos e já viciamos nessa vida de rodar quilômetros de carro, assim que Deus nos conceber nosso carrinho, não vamos mais parar e o blog vai ficar recheado de post de viagem.

Espero que tenham gostado e me desculpe pela falta de fotos, fiquei como copiloto controlando o GPS e guiando quem estava dirigindo (Às vezes meu Pai II e meu marido), mas tentei trazer o máximo de informações para vocês, esse foi só um teste o próximo já vou estar craque!
Se alguém tiver algum App bom para GPS que mostre rota, postos de combustíveis e lugares para alimentação, e outras informações importantes para viajante de carro, podem estar compartilhando que vou amar saber a sua experiência também.